Com o objetivo de alertar a população sobre doenças vasculares que não apresentam sintomas e diagnosticá-las precocemente, a Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular (SBACV) lançou o Check-up Vascular – programa que incentiva a população a fazer exames anuais de prevenção.

Entre as 10 doenças que mais matam no mundo, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), estão o Acidente Vascular Cerebral – que ocorre devido a obstrução das carótidas – e o Diabetes Mellitus – que causa a obstrução dos vasos das pernas levando ao pé diabético. Além destas, muitas outras doenças vasculares, quando diagnosticadas precocemente, resultam em melhores tratamentos. Sabe-se que ao se incentivar hábitos de prevenção, é possível diminuir o número de casos, complicações e mortes por doenças vasculares.

Agendar consulta

Saiba o que é e como prevenir cada uma das seguintes doenças vasculares:

Acidente Vascular Cerebral (“derrame”)

Segunda causa de morte mundial, também chamado de derrame, ocorre quando há o entupimento ou rompimento da carótida ou da artéria vertebral, vasos que levam sangue ao cérebro.

Prevenção: é preciso evitar os fatores de risco para a doença que são: hipertensão, diabetes e obesidade.

Pé Diabético

A diabetes má controlada causa, ao longo do tempo, alterações no sistema nervoso e a pessoa pode perder a sensibilidade dos pés. Ao ter alguma ferida nos pés, ela não sente e essa ferida também não cicatriza. Uma das características do pé diabético é o ressecamento. Se não tratado pode gerar a amputação do membro.

Prevenção: controlar o diabetes com alimentação e exercícios e fazer constantemente exames de sangue para medir a glicemia, além do exame dos pés diariamente em busca de feridas e machucados.

Trombose Venosa Profunda

Doença causada pela coagulação do sangue no interior das veias – vasos sanguíneos que levam o sangue de volta ao coração. As veias mais comumente acometidas são as dos membros inferiores (cerca de 90% dos casos). Os sintomas mais comuns são o inchaço e a dor. De acordo com a literatura científica, a doença atinge entre 44 a 145 pessoas a cada 100 mil.

Prevenção: evitar os fatores de risco como tabagismo e permanecer sentado, deitado (acamado) ou em pé por muito tempo. Saber se tem hipercoagulabilidade genética e realizar a prevenção indicada pelo médico em casos de cirurgias de grande porte, gravidez, tratamento de câncer ou na presença de doenças como insuficiência cardíaca. Exercícios, medicamentos e uso de meias elásticas podem auxiliar na prevenção.

Aneurisma de aorta

É a dilatação anormal da parede de artérias periféricas, como a femoral, a carótida, e a dos braços. É mais difícil de romper, mas pode gerar um coágulo e impedir a passagem de sangue, ou comprimir um nervo ou uma veia próxima, causando dor, formigamento e inchaço.

Prevenção: assim como o aneurisma de aorta, não há prevenção. É preciso realizar exames de diagnóstico. Costuma ser descoberto em exames de check-up ou na investigação de outras doenças. Por isso é importante um exame clínico detalhado.

Aneurisma periférico

É a dilatação anormal da parede de artérias periféricas, como a femoral, a carótida, e a dos braços. É mais difícil de romper, mas pode gerar um coágulo e impedir a passagem de sangue, ou comprimir um nervo ou uma veia próxima, causando dor, formigamento e inchaço.

Prevenção: assim como o aneurisma de aorta, não há prevenção. É preciso realizar exames de diagnóstico. Costuma ser descoberto em exames de check-up ou na investigação de outras doenças. Por isso é importante um exame clínico detalhado.

Doença arterial obstrutiva periférica

Se caracteriza pela dificuldade de passagem do sangue devido a placas de gordura, cálcio e pela própria degeneração da parede do vaso ao longo dos anos. De acordo com o Center of Disease Control and Prevention, dos Estados Unidos, 50% dos pacientes com DAOP são assintomáticos. Um dos sintomas é a dor na batata da perna ao caminhar (claudicação intermitente).

Prevenção: não fumar, já que o tabagismo aumenta em quatro vezes o risco para a doença, evitar comidas gordurosas e praticar atividade física.

Fonte: Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular

 

Horário de Funcionamento

2ª a 6ª feiras das 11h às 20h

Sábados das 08h às 12h

Consultório Dra. Nayara

Av. Angélica, 2466, Conjunto 61

CEP: 01228-200 - Higienópolis

São Paulo - SP

Para agendar no Consultório do Hospital Albert Einstein
Unidade Perdizes - Higienópolis

Ligue para: +55 11 2151-8709
Rua Apiacás, 85, 3º andar -
Perdizes, São Paulo - SP